O DRONE- Parte 2

Desenterrado por
Quem era a pessoa controlando o mesmo, e muito menos qual a sua finalidade. As pessoas continuavam sumindo, e outros estranhos fenômenos como pessoas falando sobre interferências de imagens de estranhas criaturas que surgiam em suas TVs, além de grotescas mutações como cobras de duas cabeças e seres metade bestas e metade homens avistados pelos pastos, continuavam a acontecer. Até que com todo um planejamento, finalmente, os policiais conseguem fechar um cerco onde seria um tipo de ‘posto avançado’ do tal drone. Uma pedreira onde muitos também diziam que ocorria frequentes aparições do fenômeno luminoso que o povo chamava de ‘Mãe-de-Ouro’. E no alto daquele morro, dentre as árvores e as brumas da cerração daquela noite fria, todos aqueles militares atocaiados não acreditam quando finalmente o drone retorna para o que seria o seu ponto de partida. Dentre toda aquela vegetação havia uma grota de onde sob os olhares mais espantados e até amedrontados de muitos daqueles policiais, surge uma espécie de ‘porta levadiça’ toda iluminada que assim que é baixada do seu interior saem estranhíssimas criaturas do que seria um tipo também todo iluminado de nave que ali se mantinha ‘camuflada’ dentre toda aquela vegetação. Aqueles estranhos seres tinham um aspecto humanoide com o detalhe de suas peles prateadas, cabeças de tamanho desproporcional ao corpo e também imensos olhos negros e repuxados. Toda a guarnição fica estática diante do que veem. Um dos seres pega o suposto drone como se fosse um ‘falcão amestrado’ que pousa de forma certeira em sua mão com tão poucos, imensos e grotescos dedos. Aquelas criaturas que estavam em três, notam o grupo de policiais que paralisados de espanto não tinham qualquer reação e também notam que seus rádio comunicadores e suas armas não funcionavam. As criaturas então se aproximam dos policiais e ao estenderem seus longos dedos sobre os mesmos, estes começam a emitir um forte feixe de luz que de repente ofusca toda aquela pedreira, e quando se apaga, os mesmos seres já não estão mais ali, e os policiais estranhamente não se lembravam de nada do que viram ou mesmo do que faziam naquele morro. Tempos depois, a rotina daquela cidadezinha é retomada com a sumida definitiva daquele drone extraterrestre e a alegre e inacreditável notícia do reaparecimento de todos os desaparecidos supostamente abduzidos pelo tal objeto. Todas aquelas crianças, mulheres e até idosos estavam de volta a seus lares e ente queridos. O desaparecido agora era o pobre Boa Viagem que misteriosamente sumira do sanatório onde era mantido internado. Ninguém sabia explicar o fato. Tudo parecia estar no seu normal fora os fatos do estranho sumiço de Boa Viagem, de algumas daquelas pessoas que reapareceram se portarem de forma estranha, como: saírem sem qualquer explicação para ficarem com seus olhares perdidos olhando para o céu, algumas tornarem a sumir, dessa vez por conta delas mesmas, e até mesmo estranhas gravidez nas quais mulheres mesmo idosas pariam bizarras criaturas metade humanas metade ‘reptilianas’, mas que acabavam não ‘vingando’. Uma das crianças que retornara do suposto e misterioso cativeiro, numa certa noite após uma forte crise de tosse expele um estranho objeto que ninguém sabia explicar, mas que lembrava um tipo de ‘microchip’. O drone misterioso não era visto mais em Papo Pro Ar, mas moradores de cidades vizinhas relatavam o aparecimento do estranho corpo celeste e dos mesmos assombrosos ocorridos que aconteceram em Papo Pro Ar se darem também em suas cercanias. Boa Viagem também nunca mais fora visto naquela cidade, mas também há registros de um cancioneiro misterioso como ele cantando histórias das mais assombrosas envolvendo ETs, exatamente como ele fazia. Muitos dos trechos desse conto é tirado de algumas de suas canções. E apesar de tidas como ‘surreais’ tais canções que pareciam cantar a ‘epopéia desse povo do céu’ também possuía trechos que afirmavam que o tal drone extraterrestre já estaria se aproximando das capitais onde se misturariam aos drones terrestres. Então fechem bem suas portas e janelas, e pensem bem antes de acharem qualquer corpo celeste que verem por aí ‘engraçadinho’!.
MAIS EM:
https://doutorhorroriscausa.blogspot.com.br